Está uma noite fria hoje. Tão fria quanto tuas palavras deflagrando , quando o sol ainda estava alto. Tão fria quanto minhas mãos ficaram, quando ouvi, e senti, palavra por palavra sendo cravadas aqui dentro. Dessa vez, doeu mais. Doeu, por você ter me prometido, que nunca mais ia me fazer passar por isso. Você me prometeu, com as mãos secando uma lágrima do meu rosto, que você não seria mais responsável por nenhuma lágrima que por ali fluísse. Pois lhe digo que todas essas são por você, e sua palavra, não vale mais nada, além desse lamento.

Anúncios